• Finis Terrae Viagens

Viajar para perto ou para longe não é uma questão apenas de distância




Para muita gente, viajar faz parte da rotina. É óbvio que não estou me referindo àquela rotina maçante do dia-a-dia, mas de um hábito que nos faz falta quando não o praticamos com certa regularidade. Para muita gente, viajar é um hábito. Um hábito muito saudável, porque oferece oportunidades sem igual para se conhecer uma variedade de paisagens, cidades, pessoas e ideias que nem sempre encontramos nos locais onde vivemos e trabalhamos.


O escritor norte-americano Mark Twain, já percebia essa necessidade quando publicou, em 1869, uma passagem que se celebrizou em seu livro The Innocents Abroad, após constatar que boa parte da população de seu país, na época, não tinha o hábito de viajar:


Viajar é fatal para o preconceito, a intolerância e a estreiteza de ideias.”


Em seguida o autor complementa:


Uma visão ampla, integra, compreensiva dos homens e das coisas não poderá ser adquirida vegetando em um cantinho da terra por toda a sua vida.


Mark Twain, que começou a viajar tardiamente ao exterior, se deu conta da importância das viagens para o desenvolvimento intelectual das pessoas, no sentido de se obter uma melhor compreensão do mundo em que vivemos e da variedade de ideias, opiniões e modos de vida que existem nesse mundão. Uma longa excursão de navio pelo Mediterrâneo que o levou da Europa à Terra Santa, forneceu a Twain o material para cunhar a frase célebre e escrever este que se tornou um dos livros de viagem preferidos dos norte-americanos.


Mas, será que apenas as longas viagens a terras distantes vão nos propiciar essa ampla compreensão do mundo? Ou será que não são as distâncias ou a duração da viagem o que as diferencia?


Quando o interesse são as longas viagens, talvez se dirigir a terras distantes seja um desafio atraente e excitante. Países exóticos, idiomas desconhecidos, gastronomia inusitada, música, arte e artesanato com uma estética avassaladora, paisagens imortalizadas nas redes sociais que você, finalmente, vai conhecer também.


No entanto, em um ano e meio de pandemia do coronavírus, muita gente foi obrigada a adiar estes sonhos e se recolheu em casa à espera da vacina e para colaborar com o necessário isolamento físico. Felizmente as redes sociais e a facilidade de comunicação amenizaram o isolamento social, permitindo que ao menos mantivéssemos contato com nossos amigos, parentes e colegas de trabalho. Essas mesmas redes sociais também nos trazem imagens dos locais que adoraríamos visitar e geram uma certa ansiedade pela impossibilidade de o fazermos plenamente nesse momento.

Estamos esquecendo que não são apenas os destinos distantes que podem satisfazer o “wanderlust” aquele desejo irresistível de viajar, sair de casa e passar um tempo em outro lugar.


Aqui na Finis Terrae, estamos nos esforçando para proporcionar viagens seguras a destinos não tão distantes, alguns até a curta distância da cidade de São Paulo, hub incontestável para que viaja pelo Brasil e, evidente, para quem vive na região metropolitana.


Então, não é preciso rodar o planeta para realizar uma bela viagem. Sabemos que o Brasil apresenta uma variedade de destinos que podem proporcionar experiências recompensadoras ao lado de paisagens magníficas e aspectos culturais tão diversos e interessantes.


Agora que as faixas etárias mais maduras já estão sendo vacinadas podemos começar a pensar novamente em viagens. E viajar pelo Brasil e a locais próximos de casa pode ser a oportunidade de descobrirmos locais, paisagens e pessoas que vão nos acrescentar tanto quanto uma longa viagem ao exterior. Basta ter olhos para ver e os demais sentidos para entender e apreciar os tesouros locais.


Em muitos destinos de interesse turístico os provedores de serviços estão seguindo rigidamente os protocolos sanitários para propiciar uma experiência segura. Restaurantes e hotéis ou pousadas estão trabalhando com sua capacidade reduzida e cuidados redobrados na limpeza e higiene


Com essas medidas começa a aumentar o interesse por viagens curtas que propiciam alguns dias de relaxamento, com passeios interessantes na natureza, ao ar livre, em locais de extrema beleza e noites tranquilas em pousadas seguras.


Entre os roteiros da Finis Terrae estamos iniciando a operação de destinos no litoral norte do estado de São Paulo onde será possível visitar praias semidesertas de águas turquesa e cercadas de mata nativa, ou conhecer uma fazenda de maricultura onde a comunidade caiçara produz mariscos espetaculares.


Na Serra da Mantiqueira, além de subirmos ao topo da serra para caminharmos até um mirante espetacular no município de Extrema, vamos conhecer o Projeto Conservador das Águas, que recebeu vários prêmios e se tornou referência nacional e internacional na recuperação de nascentes e da Mata Atlântica. Entre os passeios, a degustação de produtos e pratos locais nos dará o gostinho e o sentido do lugar. Em São Francisco Xavier, uma massagem relaxante te aguarda em um local cercado pela natureza.


Também temos cidades históricas como São Luiz do Paraitinga e Cunha, visitas às matas e Cachoeiras do Parque Estadual da Serra do Mar e um passeio especial de lancha pelas ilhas da baía de Paraty. Tudo isso embalado pelas histórias e lendas, pelos pratos, doçaria e bebidas produzidas localmente. Enfim, um mundo a ser descoberto. Um conjunto de paisagens e vivências que você não poderia imaginar a uma distância tão curta da tua casa. Tão longe quanto possa viajar nossa imaginação. Tão perto que pouco mais de um par de horas de viagem é suficiente para chegar lá. Tão memorável que cada viagem vai acrescentar um pouquinho mais a você mesma.




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo